terça-feira, 9 de abril de 2013

Desabafo.

Meu dia hoje foi bem reflexivo. Tantas coisas vem à cabeça quando se faz aniversário. E mais uma vez um sentimento de nostalgia invade o peito, e nos fazer querer mais e coisas melhores. Mas meu sentimento, apesar de todas as conquistas não é de vitória. Apesar de ter tido grandes companhias no decorrer do dia, foram todas distantes. Eu ando me sentindo fraca. Carente.

Melhor presente de aniversário seria um abraço sincero, um sorriso e sentir um pouco de calor humano. Eu sei que todos que tiveram a atenção e carinho comigo hoje teve na palavra esse sentido do abraço. Mas não é a mesma coisa. Eu estou cansada de ter medo, de me sentir tão frágil e sozinha. Por mais que seja pro meu melhor, pro meu crescimento eu sinto falta. Da casa cheia, das crianças correndo, dos sorrisos conhecidos nos quais um dia eu vi amor.

Cansada de chorar sozinha, eu queria comemorar... celebrar a vida... Eu estou tentando, juro. Eu sei que eu vou ter minha família um dia, minhas crianças pra encher a casa, e vou trata-las bem pra que tenham esse momento que eu desejo tanto por todos os anos. Pra que não sintam essa solidão tão grande como eu sinto hoje. Nada adianta as vitórias sem ter com quem celebrar.

Mas tudo bem, meu dia virá. Acredito que pessoas que te prejudicam, que não te consideram não sejam as melhores companhias. Nada adianta um sorriso falso. Um amor falso.

Ao menos eu tenho meu pai, o bom humor dele, os pequenos agrados, que fazem meus momentinhos serem menos doloridos... mas pra mim aniversário é sinonimo de solidão.

1 ano expulsa de casa. 1 ano sem reconhecimento... bem vindo abril.

sexta-feira, 29 de março de 2013

Eu não imaginava que eu podia me decepcionar tanto...
parece que eu havia esquecido o porque de tudo
o porque de eu me trancar e não confiar nas pessoas.
Tudo que vem do esterno só me machuca.
As pessoas as quais eu me importo, pouco se importam.
Porque eu me preocupo tanto??!
Porque eu quero tanto estar do lado de quem não liga pra mim?!
Será que eu sou viciada em maus tratos?!
Eu passo e repasso cada passo, cada coisa,
tentando achar o problema mas eu não encontro.
Tudo me leva a crer que eu sou louca mesmo
Que todo mundo tá me vendo fazer coisas que eu não percebo
Como se algo apagasse da minha mente.
E mais uma vez eu to aqui
chorando sozinha
porque cada vez que eu tento colocar pessoas no meu mundo
elas simplesmente o destroem.
Vou sentir falta, muita falta,
vou continuar me preocupando...
Mas, já não posso fazer nada.

quinta-feira, 28 de março de 2013

juventude, plenitude?

"Os sonhos se foram
a vida recomeça
os olhos se abrem
demonios fazem a festa

eis a minha juventude
toda minha plenitude
o mundo já perdeu a cor
não existe mais amor

a vida é falsidade
não se tem identidade
agem pelo interesse
me diz agora que mundo é esse

vi a verdade 
e descobri que não há
liberdade
nem respeito, nem direitos

Destroçaram os meus sonhos
agora algo medonho
eu só queria a minha paz
curtir um pouco e nada mais

eu precisava de compreensão
e pela vida uma paixão
mas querem que eu seja igual
o impossível é ser normal

Eu quero sonhos
eu quero flores
eu quero tudo
eu quero amores

quero respeito
e ter direito
de ser quem sou
de ser quem sou

e de pensar
de me expressar
de me mostrar
de viver...."

domingo, 24 de março de 2013

...

aprendendo a ponderar...
me conhecer, saber o que eu quero.
Sabe quando você pega a ferida lá no fundo, onde dói de verdade
e começa analisar as maneiras de cura...
qual o melhor remédio pra que ela se feche
sem cicatrizes nenhuma?!

Começando a destrinchar todas as minhas ações
e entender a razão de cada uma delas.
Pedindo ajuda aos amigos que me conhecem
"me manda calar a boca quando for preciso?!"
Me dá um filme pra assistir, um jogo pra distrair
algo pra fazer, mudar o foco...

Já tem dor o suficiente.
Não preciso de mais feridas
e sim de curas.

=)

sexta-feira, 22 de março de 2013

Skavoca!

Banda extinta aqui de Goiânia. Música do Douglas Ramires...
nem sei se a letra tá certa, mas vou deixar um pedacinho...

"Muitas vezes eu me esqueço
as vezes não reconheço
tudo aquilo que eu quero
pode estar dentro de mim

Tenho dias de disputa
não estou pra vida sua
as vezes sua própria culpa
que te faz agir assim

Todo dia o mesmo passo
vou criando o meu espaço
eu não sou articulado
não posso viver assim...

Vejam só as menininhas da janela
as flores estão murchas
e foi tudo culpa delas..."

Angel's Life ( Tributo ao Julierme)

Nobody really knew him 

didn't notice that his glance 

no longer had the same shine 

Momentaries smiles caused 

for the great comedy 

that we called life 



They never looked really 

for his pale face 

They never really respected him 

and watching all the cruelty of the world 

he lost the taste for the life 

and left 



But they judged him 

wanting to be gods 

and they ended up removing 

for vanity an angel's life 



Laughters that faked to cover the agony 

that the giants insist in not feeling 

Perhaps he doesn't root anything 

or everything wasn't just a game 

that at any moment 

would have one end 



He had to me and the so many other 

but it is his moment 

a sound, a rope, a bathroom 

they took my eternal angel 

for your freedom

of turn to the sky

algo recente... de agora.

Eu não sei mentir.
Eu não sei fingir.
Eu não sei enganar.
Tá no meu rosto,
Tá nas minhas palavras,
Está nas minhas atitudes.
Ser intensa, verdadeira.
Eu não gosto de jogos.
Eu não acredito que sentimento é pra se brincar.
Só eu sei a dor da decepção...
Só eu sei o que é se sentir rejeitado...
Só eu sei o que eu passei pra me reerguer...
Só eu sei quanto é triste você ver alguém desistir...
Não quero...
Ninguém merece o que eu passei,
Por isso eu tenho orgulho do que eu sou
De só oferecer amor, compaixão, carinho.
De me doar inteira,
De agir da maneira que se deve,
E não que se pretende.
Não gosto de me esconder
Não preciso, eu não tenho medo de sentir!
As pessoas estão tão preocupadas com convenções
Que esquecem que do pensamento dos outros
Não se leva nada...
Mentir,
Se esconder,
Só causa dor!
A si mesmo.